Guerra de vídeos

João Bosco Rabello

16 de março de 2010 | 13h27

O chamado “fogo amigo” faz vítimas também na internet. Nas últimas horas, dois vídeos dão a medida do que ainda virá na campanha eleitoral, quando o jogo começar de verdade.

Um deles mostra o deputado estadual Stephanes Junior (PMDB-PR) disparando contra o PT, deixando o pai, o ministro da Agricultura, Reinhold Stephanes, numa saia justa.

O PMDB pôs o vídeo para circular.

O outro vídeo mostra o deputado federal Agnelo Queiroz, candidato ao governo do Distrito Federal,  em longo elogio ao deputado cassado Brunelli Junior, aquele da “oração da propina”.

A distribuição desse último ficou por conta do PT, legenda de Agnelo.

O PMDB atira em Stephanes para enfraquecê-lo no comando de sua própria sucessão e impor o nome do presidente da Conab, Wagner Rossi, para seu lugar.

Parte do PT atira em Agnelo, porque deseja ver Geraldo Magela candidato do partido no DF.