Até um vídeo em contrário…

Até um vídeo em contrário…

João Bosco Rabello

22 de dezembro de 2009 | 11h43

Marcelo Carvalho,  principal executivo do empresário e vice-governador de Brasília, Paulo Octávio, aparece num dos vídeos de Durval Barbosa recebendo propina.

Paulo Octávio diz não saber sobre as ações clandestinas de seu executivo. Foto: Mary Leal/GDF

Paulo Octávio (abrindo a fita) diz não saber sobre as ações clandestinas do seu Executivo. Foto: Mary Leal/GDF

Durval Barbosa diz em depoimento à Polícia Federal que entregou pessoalmente a Paulo Octávio R$ 200 mil, numa suite do hotel Kubistchek Plaza, de propriedade do vice-governador.

Paulo Octávio diz não saber sobre as ações clandestinas de seu executivo. Desmente Durval e dá-se por satisfeito por não aparecer em nenhum filme de sua safra.

Então, fica combinado assim: no mundo político de Brasília, todos são inocentes até um vídeo em contrário.

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.