Arruda negocia com o STJ

João Bosco Rabello

26 Fevereiro 2010 | 08h00

Era um blefe a proposta do governador Arruda,  feita pelo advogado Nélio Machado, de trocar a prorrogação da licença pela possibilidade de responder a processo em liberdade.

A licença não o livraria do processo de  impeachment na Câmara Distrital, que somaria munição ao processo que já o deixou em maus lençóis.

Sabe-se pela reportagem de Leandro Colon e Felipe Recondo, publicada no Estadão de  hoje, que Arruda ofereceu o menos para conseguir o mais.  Se colasse, colou.

Informam os dois repórteres que o STJ só negocia com a renúncia e,  mesmo assim, imporá condições que assegurem a inoperância do governador,  uma vez solto.