Alfredo Nascimento e a farsa do desmentido

Alfredo Nascimento e a farsa do desmentido

João Bosco Rabello

02 Abril 2013 | 17h03

O gabinete do senador Alfredo Nascimento (PR-AM), exonerado do ministério dos Transportes na “faxina” da presidente Dilma Rousseff, distribuiu nota oficial desmentindo informação do dia 27/3, deste blog, de que o ex-governador da Bahia, César Borges, que ocupa uma das vice-presidências do Banco do Brasil, seria o novo ministro dos Transportes.

O post , que pode ser encontrado mais abaixo, informava que Nascimento transmitira a seus pares, no café do Senado, que a presidente, com quem estivera dias antes, decidira-se por Borges, a despeito da insatisfação da bancada da Câmara que defendia um deputado para o cargo.

Pois o ex-governador baiano foi confirmado como novo ministro dos Transportes ontem, pondo fim a uma novela cuja longevidade se devia à resistência da presidente em tirar do cargo o técnico Paulo Sérgio Passos.

A nota de Nascimento é exemplar pelo que nega e pelo que não nega:  nela, diz nunca ter tratado com Dilma do assunto e que não indicou nomes.

Cuidadosamente não nega a informação do post, de que partilhara com colegas a decisão de Dilma antes do anúncio oficial,  pelo risco de ser desmentido.

A posse de Borges será na próxima terça-feira. Espera-se que Nascimento não se diga surpreendido com ela.

 

Nascimento: desmentido pelos fatos Foto: Dida Sampaio

Segue a nota do senador, desmentida pelos fatos.

Brasília, 28 de março de 2013.

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Em resposta a nota publicada, nesta quinta-feira, 28, pelo colunista João Bosco Rabello, do Jornal O Estado de São Paulo, o senador Alfredo Nascimento afirma que não tratou de cargos, tampouco fez indicações de nomes à Presidenta da República, Dilma Rousseff.

O senador jamais faria tal manifestação por entender que a equipe de governo é uma decisão única e exclusiva da presidenta Dilma.

Alfredo Nascimento, presidente do partido, ressalta ainda que qualquer nome pertencente ao quadro do Partido da República, indicado pela presidenta Dilma terá seu o aval.

Assessoria de imprensa Gabinete do Senador Alfredo Nascimento (PR/AM)