Wesley Batista deixa carceragem da PF em São Paulo

Wesley Batista deixa carceragem da PF em São Paulo

Por ordem do Superior Tribunal de Justiça, o irmão de Joesley Batista ficará de tornozeleira eletrônica

Julia Affonso

21 Fevereiro 2018 | 06h31

Wesley Batista. Foto: Werther Santana/Estadão

O empresário Wesley Batista deixou a carceragem da Polícia Federal, em São Paulo, antes das 3h desta quarta-feira, 21. Ele estava preso desde setembro do ano passado.

Por ordem do Superior Tribunal de Justiça (STJ), o irmão de Joesley Batista ficará de tornozeleira eletrônica e poderá responder de casa ao processo em que é acusado de cometer “insider trading”, que é o uso de informação privilegiada para lucrar no mercado financeiro.

A decisão do STJ também alcança Joesley que, no entanto, seguirá preso. Contra o empresário, há outro pedido de prisão preventiva – este autorizado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) por ter supostamente omitido informações de sua delação.

A decisão da Sexta Turma STJ foi apertada, com 3 votos a favor 2 contra a saída dos irmãos da cadeia. Ao final, ficou decidido que, no lugar da prisão, serão aplicadas outras medidas cautelares, como o comparecimento periódico em juízo, a proibição de sair do País e de operar no mercado.

Mais conteúdo sobre:

Wesley BatistaPolícia Federal