‘Viva Lula!’

‘Viva Lula!’

PT afirma em nota pública que condenação do ex-presidente 'representa um ataque à democracia e à Constituição' e que 'a história será a principal testemunha de sua absolvição e de sua grandeza'

Julia Affonso, Luiz Vassallo e Fausto Macedo

12 Julho 2017 | 18h44

Lula. Foto: Ueslei Marcelino/Reuters

O PT afirmou, em nota pública nesta quarta-feira, 12, que a condenação do ex-presidente Lula ‘representa um ataque à democracia e à Constituição’. Na avaliação do partido que Lula fundou a sentença do juiz federal Sérgio Moro é ‘medida equivocada, arbitrária e absolutamente ilegal’. O partido diz que Moro é ‘um juiz parcial’.

“A sentença está baseada exclusivamente em delações premiadas negociadas ao longo de meses com criminosos confessos, e simplesmente validam as convicções contidas na acusação de procuradores do Ministério Público Federal, sem que houvesse a apresentação de provas que justifiquem a condenação nos termos expressos pelas leis brasileiras”, diz o texto.

“A história será a principal testemunha de sua absolvição e de sua grandeza.”

‘Viva Lula!’, conclama o PT.

Lula condenado pode disputar eleições?

Condenação não traz ‘qualquer satisfação pessoal’, diz Moro sobre Lula

Moro diz que ‘aparente tentativa de transferir a responsabilidade’ à dona Marisa ‘não é convincente’

Moro confisca o famoso triplex

+ TUDO SOBRE O CASO TRIPLEX: denúncia da Lava Jato, a defesa de Lula, a sentença do juiz Sérgio Moro e assista os depoimentos no processo que tornou o líder máximo do PT em condenado

COM A PALAVRA, O PT

A condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva representa um ataque à democracia e à Constituição Federal. Embora seja uma decisão de primeira instância, trata-se de medida equivocada, arbitrária e absolutamente ilegal, conduzida por um juiz parcial, que presta contas aos meios de comunicação e àqueles que não aceitam a trajetória de sucesso de Lula na presidência.

A sentença está baseada exclusivamente em delações premiadas negociadas ao longo de meses com criminosos confessos, e simplesmente validam as convicções contidas na acusação de procuradores do Ministério Público Federal, sem que houvesse a apresentação de provas que justifiquem a condenação nos termos expressos pelas leis brasileiras.
Lula não está acima da lei, tampouco abaixo dela. O que ocorre é um processo de perseguição que se constitui em uma aberração constitucional; um caso típico de lawfare, em que se utilizam recursos jurídicos indevidos como fim de perseguição política.

Em seu caso, busca-se imputar-lhe crimes com base em teorias respaldadas apenas pela palavra de condenados, incapazes de comprovar suas afirmações por meio de documentos ou de transferências bancárias.

A condenação de Lula é mais um capítulo da farsa capitaneada pelo consórcio golpista que assumiu o País para suprimir direitos sociais e trabalhistas, ampliar o tempo para as pessoas se aposentarem, cortar gastos essenciais em Saúde e Educação e, principalmente, vender empresas estatais importantes como a Petrobras, a Infraero, a Caixa Econômica e o Banco do Brasil.

Curiosamente, a sentença saiu um dia depois da votação de medidas que retiraram direitos dos trabalhadores, e agora serão esquecidas.

O PT vai manter sua defesa intransigente a Lula, por acreditar em sua absoluta inocência. Lula é uma liderança reconhecida no mundo pelos avanços promovidos à frente da Presidência.

Hoje, mais do que nunca, nos solidarizamos com Lula, e com seus filhos e netos.

Além disso, reforçamos nosso pesar pela morte de sua mulher Marisa Letícia Lula da Silva. Sabemos que haverá Justiça nas outras instâncias do julgamento e que toda a verdade virá à tona. A história será a principal testemunha de sua absolvição e de sua grandeza.

Viva Lula!

Partido dos Trabalhadores

Mais conteúdo sobre:

Lulaoperação Lava Jato