Vídeo: Deputados fazem live enquanto invadem hospital de campanha do Anhembi para ‘fiscalizar’ unidade

Vídeo: Deputados fazem live enquanto invadem hospital de campanha do Anhembi para ‘fiscalizar’ unidade

Caso ocorreu na tarde desta quinta-feira, 4. Prefeitura repudiou o episódio e afirmou que parlamentares foram desrespeitosos

Rodrigo Sampaio/Especial para o Estado

05 de junho de 2020 | 16h23

O deputado estadual Coronel Telhada (PP) realizou nesta quinta-feira, 4, uma transmissão ao vivo durante a invasão realizada no hospital de campanha do Anhembi, na zona norte. Acompanhado dos também deputados Adriana Borgo (Pros), Marcio Nakashima (PDT), Leticia Aguiar (PSL) e Sargento Neri (Avante), o grupo foi ao local sob o argumento de fiscalizar na unidade, que recebe pacientes de baixa e média complexidade infectados pelo coronavírus. Os parlamentares formam na Assembleia Legislativa de São Paulo o chamado “PDO”, de Parlamentares em Defesa do Orçamento. 

Nas imagens, disponíveis no canal de Telhada no YouTube,  é possível ver o grupo insistindo com funcionários do local para que suas entradas fossem permitidas, enquanto são prontamente negados. Em determinado momento, o parlamentar mostra para a câmera imagens feitas por Nakashima que supostamente indicava que o local estava vazio. “Não tem porque impedir a entrada dos deputados. O povo tem que saber a verdade, é o dinheiro do povo”, disse. 

Em outro momento do vídeo, os deputados se dirigem a outra entrada, onde são barrados após novamente exigirem o acesso ao interior do hospital. Após tumultos, bate-boca e muita insistência, o grupo finalmente teve a entrada concedida desde que usassem equipamentos de proteção individual (EPI). É possível os parlamentares percorrendo as instalações do hospital enquanto filmam leitos de enfermagem – confundidos pelos deputados com leitos de UTI –  que não estariam sendo utilizados, reclamando do quanto estaria sendo gasto de dinheiro público com os aparelhos parados. 

Com o clima mais ameno, uma das funcionárias argumenta que a unidade já atendeu mais de dois mil pacientes, e que o sistema de saúde do estado teria colapsado caso os mesmos tivessem sido atendidos em Unidades de Pronto Atendimento (UPA) ou em Assistências Médicas Ambulatoriais (AMA). A transmissão foi encerrada após Telhada informar que o grupo iria entrar na ala onde estavam os pacientes. 

Em entrevista ao repórter do Estadão Bruno Ribeiro, Telhada nega que tenha invadido o espaço. “Liguei para secretário (da Saúde) Edson Aparecido”, disse. Segundo Telhada, funcionários e o próprio secretário tentaram pedir para os deputados agendarem um horário, mas o deputado disse que não queria esperar.

Em nota, a Prefeitura informou que o hospital de campanha do Anhembi já atendeu 2.300 pessoas e, até ontem, abrigava 407 pacientes. O órgão também afirmou que os deputados agiram “de maneira desrespeitosa, agredindo pacientes e funcionários verbal e moralmente, colocando em risco a própria saúde porque inicialmente não estavam usando EPI e a própria vida dos cidadãos que estão internados e em tratamento na unidade”, além de dizer que “reitera total repúdio a atitudes violentas e ações deliberadas para tentar enganar a opinião pública”.

COM A PALAVRA, A DEPUTADA LETICIA AGUIAR

Presente no episódio da invasão ao hospital de campanha do Anhembi, a deputada estadual Leticia Aguiar (PSL) publicou em suas redes sociais nesta sexta-feira, 5, um vídeo no qual rebate as acusações de João Doria e Bruno Covas, que afirmaram que o grupo teria feito “sensacionalismo” e usado a pandemia para atuar de maneira política. A parlamentar negou e afirmou que ela e seus colegas têm o direito de “livre acesso para fazer diligências e visitar repartições públicas”, uma vez que foram “eleitos pelo povo”. 

A deputada também alegou que não houve invasão, pois o grupo se identificou na entrada da unidade de saúde. Leticia afirmou ainda que não houve risco de contágio, uma vez que os parlamentares não estavam em contato com pacientes e usaram EPIs quando visitaram a ala onde estavam os infectados.

Veja abaixo o vídeo na íntegra.

👷🏻‍♀️ DEPUTADA LETICIA AGUIAR REBATE NOTA DIVULGADA PELA PREFEITURA DE SP SOBRE FISCALIZAÇÃO DO HOSPITAL DO ANHEMBI

👷🏻‍♀️ DEPUTADA LETICIA AGUIAR REBATE NOTA DIVULGADA PELA PREFEITURA DE SP SOBRE FISCALIZAÇÃO DO HOSPITAL DO ANHEMBI👀 Muitos puderam acompanhar pelos veículos de imprensa o posicionamento do prefeito de São Paulo, Bruno Covas, e do Governador de São Paulo, João Doria, em relação à fiscalização que nós, do grupo PDO, realizamos ontem no Hospital de Campanha do Anhembi.🗣 Confira no vídeo a minha resposta às INVERDADES que foram divulgadas pelo Prefeito e pelo Governador de SP .👷🏻‍♀️ Tentativa de intimidação não irá nos parar! O PDO vai seguir FISCALIZANDO e DENUNCIANDO todas as irregularidades que encontrar. Esse é o nosso compromisso com o orçamento público e com as pessoas do Estado de São Paulo!#LeticiaAguiar #AquiÉTrabalho #PDO #Fiscalização #Hospital #Anhembi #GovernoSP #PrefeituraSP #Covid19 #Coronavírus

Publicado por Leticia Aguiar Deputada Estadual SP em Sexta-feira, 5 de junho de 2020

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: