Vice-presidente do TST se exalta após problemas com áudio em sessão virtual: “Puta que pariu! O microfone, doutora Vera”

Vice-presidente do TST se exalta após problemas com áudio em sessão virtual: “Puta que pariu! O microfone, doutora Vera”

Após 'gafe' do ministro Luiz Philippe Vieira de Mello Filho, gravação foi retirada do canal de YouTube do Tribunal Superior do Trabalho, que diz ter removido o vídeo temporariamente para edição

Rayssa Motta e Fausto Macedo

23 de junho de 2020 | 16h01

Ministro Luiz Philippe Vieira de Mello Filho. Foto: Giovanna Bembom/TST/Divulgação

A enxurrada de lives na pandemia proporcionou mais um episódio inusitado. Desta vez, o protagonista foi o vice-presidente do Tribunal Superior do Trabalho (TST), Luiz Philippe Vieira de Mello Filho. Em uma sessão telepresencial na manhã desta terça, 23, o ministro se exaltou com uma participante que teve problemas com o áudio.

A subprocuradora-geral do Trabalho, Vera Pozza Reis, começou a falar com o microfone desligado. Lá pelas tentas, foi advertida por Vieira de Mello sobre a ‘falha técnica’. Ao perceber que ela continuou a manifestação, o ministro disparou: “Puta que pariu! O microfone doutora Vera”.

O episódio aconteceu durante uma sessão da Subseção II (SDI-2) Especializada em Dissídios Individuais, presidida pelo próprio Vieira de Melo. Após a ‘gafe’, a íntegra da transmissão, normalmente conservada no canal de YouTube do TST, não está mais disponível na plataforma. O Tribunal afirma que o vídeo foi removido para edição e em breve estará acessível.

COM A PALAVRA, O TST

“O vídeo foi retirado do ar para edição e em breve a primeira parte da sessão poderá ser acessada. A citação não foi direcionada a ninguém, mas durante a sessão uma expressão indevida foi usada, na forma de desabafo, devido ao descontentamento com os diversos problemas técnicos que estavam ocorrendo antes e durante a sessão. De qualquer forma, o ministro lamenta o episódio.”

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.