Veja quem são os alvos da Catilinárias

Veja quem são os alvos da Catilinárias

Polícia Federal cumpriu mais de 50 mandados de busca e apreensão

Andreza Matais e Daniel Carvalho

15 de dezembro de 2015 | 21h08

Foto: Dida Sampaio/Estadão

Foto: Dida Sampaio/Estadão

A operação Catilinárias, deflagrada pela Polícia Federal nesta terça-feira, 15, cumpriu mais de 50 mandados de busca e apreensão – na residência dos investigados, endereços funcionais, sedes de empresas, escritórios de advocacia e órgãos públicos. As ordens de busca foram expedidas pelo Supremo Tribunal Federal (STF), referentes a sete processos instaurados a partir de investigações da Lava Jato.

Os mandados, expedidos pelo ministro Teori Zavascki, estão sendo cumpridos no Distrito Federal (9), em São Paulo (15), no Rio (14), no Pará (6), em Pernambuco (4), em Alagoas (2), no Ceará (2) e no Rio Grande do norte (1).

Câmara

Eduardo Cunha (PMDB-RJ) – presidente da Câmara dos Deputados

Anibal Gomes (PMDB-CE) – deputado federal

Áureo Lídio (SD-RJ)- deputado federal

Senado

Edison Lobão (PMDB-MA) – senador e ex-ministro de Minas e Energia

Fernando Bezerra Coelho (PSB-PE) – senador e ex-ministro da Integração Nacional

Ministros

Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN) – ex-presidente da Câmara e ministro do Turismo

Celso Pansera (PMDB-RJ) – ministro de Ciência e Tecnologia

Prefeito

Nelson Bornier (PMDB-RJ) – prefeito de Nova Iguaçu e ex-deputado

Outros

Fábio Cleto – ex-vice-presidente da Caixa

Sérgio Machado – ex-presidente da Transpetro indicado por Renan Calheiros

José Wanderley Neto (PMDB) – ex-vice-governador de Alagoas e muito próximo a Renan Calheiros (PMDB-AL)

Alexandre Santos (PMDB-RJ) – ex-deputado federal

Aldo Guedes – ligado ao ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos

Altair Alves dos Santos – acusado pelo lobista Fernando Baiano de repassar R$ 1,5 milhão a Cunha

Lúcio Funaro – delator do mensalão ligado a Cunha

Djalma Rodrigues de Souza – ex-gerente executivo de Gás Natural da Petrobras

Denise Santos – chefe de gabinete de Eduardo Cunha

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.