Veja contabilidade do PCC de Roraima apreendida pela operação Weak Link

Veja contabilidade do PCC de Roraima apreendida pela operação Weak Link

Documentos apreendidos pela Polícia Federal e Ministério Público com integrantes do PCC durante a operação Weak Link

Fabio Serapião, Julia Affonso e Fausto Macedo

06 de janeiro de 2017 | 15h32

Monte cristo 2

Em setembro de 2014, a Polícia Federal e o Ministério Público deflagraram a Operação Weak Link com o objetivo de desestruturar a ramificação do Primeiro Comando da Capital (PCC) no estado de Roraima. À época, segundo os investigadores, o grupo criminoso dava os primeiros passos no estado e tentava arregimentar novos integrantes. Cerca de dois anos depois, nesta sexta-feira, 6, a facção paulista é apontada como responsável pela morte de 31 presos na Penitenciária Agrícola de Monte Cristo, em Boa Vista.

Documento

Cerca de 400 policiais, entre policiais federais, civis e militares, cumpriram 23 mandados em Boa Vista e no estado do Paraná. Ao todo, 95 pessoas foram alvos da operação. Com eles, os investigadores acharam a contabilidade do PCC no estado e documentos produzidos pelos traficantes com o controle de “associados” da facção. Além disso foram encontrados cópias do “salves”, espécie de informe enviado pelas lideranças para os demais membros do grupo criminoso.

Veja abaixo alguns documentos apreendidos

PCC RR

PCC RR 2  PCC RR 4PCC RR 5

Tudo o que sabemos sobre:

PCCCVFDNcrime organizadoTráfico de drogas

Tendências: