Veja a PF contando a fortuna do tráfico

Veja a PF contando a fortuna do tráfico

Agentes federais passaram o dia fazendo a contabilidade do dinheiro confiscado de organizações criminosas que enviavam grandes carregamentos de cocaína para a Europa via portos de Santos, Paranaguá e Navegantes; US$ 7,2 milhões e mais R$ 1,6 milhão em dinheiro vivo confiscados; acompanhe a contagem!

Luiz Vassallo, Pepita Ortega e Fausto Macedo

27 de agosto de 2019 | 17h15

Agentes da Polícia Federal passaram a terça, 27, entregues a uma missão incomum. Eles contavam a fortuna tomada do tráfico internacional de drogas nas operações Alba Vírus e The Wall. Logo pela manhã, a PF já havia confiscado US$ 2 milhões e mais R$ 400 mil em dinheiro vivo das organizações criminosas que faziam dos portos de Santos, Paranaguá e Navegantes a ponte com praças da Europa.

No início da tarde, a cifra havia batido em US$ 4,5 milhões, segundo anunciou no Twitter o eufórico ministro Sérgio Moro, da Justiça e Segurança Pública. “Polícia Federal nas ruas – de novo – Alba Vírus e The Wall, contra tráfico de toneladas de cocaína. Sequestro de imóveis de traficantes. US 4,5 milhões em espécie apreendidos. A política do Governo do PR @jairbolsonaro é dura contra as drogas.”

Às 16 horas, o balanço final: US$ 7,2 milhões e R$ 1,6 milhão em espécie. Além de 10 carros de luxo, 26 caminhões – a frota dos pesados é avaliada em US$ 5,7 milhões. A Justiça autorizou, ainda, o sequestro de R$ 23 milhões em imóveis.

É o mais pesado golpe da PF já desferido contra o coração financeiro do tráfico.

Os federais passaram horas a fio na incrível jornada entre maços de dólares e reais. Eles encaixavam as notas na máquina de contar e ela disparava. Até os federais mais experientes estão perplexos.

Acompanhe!