Veja a explicação da PF sobre citação a diretor da Petrobrás

Veja a explicação da PF sobre citação a diretor da Petrobrás

Delegado responsável pela Lava Jato admitiu equívoco ao envolver José Carlos Cosenza durante interrogatórios de executivos

Redação

19 de novembro de 2014 | 17h12

Por Mateus Coutinho e Fausto Macedo

O delegado da Polícia Federal responsável pela Operação Lava Jato, Márcio Adriano Anselmo, admitiu nesta quarta-feira, 19, que a PF cometeu um equívoco ao associar o nome de José Carlos Cosenza, atual diretor de Abastecimento da Petrobrás, aos desvios de recursos na estatal investigados pela operação.

O nome de Cosenza, que sucedeu o ex-diretor Paulo Roberto Costa após sua saída em 2012, foi mencionado por policiais durante os interrogatórios dos executivos presos na sétima fase da Lava Jato, na última sexta-feira, 14. O fato chamou a atenção do juiz Sergio Moro, responsável pela Lava Jato na Justiça Federal do Paraná, que pediu explicações à PF sobre o envolvimento de Cosenza, que até agora não consta nos autos da Justiça Federal.

” Cumpre esclarecer que não há, até o momento, nos autos, qualquer elemento que evidencie a participação do atual diretor no esquema de distribuição de vantagens ilícitas no âmbito da Petrobrás”, afirmou o delegado em resposta encaminhada a Sergio Moro nesta quarta.

VEJA A ÍNTEGRA DA EXPLICAÇÃO DA PF ENCAMINHADA À JUSTIÇA FEDERAL

documentopf documentopf2

 

Tudo o que sabemos sobre:

Jose Carlos Cosenzaoperação Lava Jato