Uso da tecnologia na construção civil promete impulsionar a produtividade do setor

Uso da tecnologia na construção civil promete impulsionar a produtividade do setor

Renato Las Casas*

03 de setembro de 2020 | 02h50

Renato Las Casas. Foto: Divulgação

A construção civil, assim como todos os segmentos da indústria, vem se adaptando para oferecer tecnologias que ajudem na aceleração de processos e aumento do padrão de qualidade de seus serviços e produtos. Hoje, já é possível perceber que as novidades da era digital podem ser grandes aliadas para elevar a produtividade – característica essencial e indispensável para o alcance de bons resultados no ambiente de obras – e assim, contribuir para o aumento da credibilidade das construtoras frente a seus consumidores.

Os aparatos tecnológicos ajudam diretamente no desenvolvimento da dinâmica de atividades e na simplificação de métodos e procedimentos comumente presentes na rotina da construção civil. Implementando inovações, podemos aplicar conceitos e técnicas revolucionárias para aprimorar ferramentas e impulsionar as etapas de trabalho. A utilização de novas tecnologias também pode facilitar o cotidiano dos profissionais presentes nos canteiros de obras, pois permite a automatização de tarefas e a intensificação do processo produtivo. Através da tecnologia é possível oferecer resultados mais satisfatórios, economizar tempo e reduzir custos.

Um grande exemplo prático do impacto da tecnologia na produtividade da construção civil é o uso da realidade aumentada em projetos de engenharia. Apesar de possuir um alto custo, ela possibilita a visualização prévia da edificação, e assim, colabora na identificação e reparação de possíveis erros e falhas antes da finalização da obra. Também auxilia na antecipação e elaboração de soluções eficientes.

Outro recurso tecnológico bastante utilizado pelo setor e que possui papel importante no incentivo de seus resultados é a impressora 3D. Apesar de atualmente não ter a capacidade de construir um imóvel em sua completude, a impressora tridimensional reproduz objetos que podem ser integrados a uma obra e também contribui para a resolução de problemas, como pequenas fissuras e rachaduras.

Ainda existem outras inúmeras ferramentas modernas que podem influenciar positivamente o andamento de uma obra, dentre eles estão os drones, sensores vestíveis, robôs, bioconcreto, contrapiso autonivelante e entre outros. Por meio de fotos, os drones ajudam na verificação do progresso do projeto e fiscalização de alterações que indiquem o desgaste de materiais. Já os sensores vestíveis viabilizam maior segurança aos trabalhadores e sinalizam possíveis riscos. Os robôs cooperam no cumprimento de tarefas e favorecem a comunicação, coleta e análise de dados e informações. Por fim, o bioconcreto e o contrapiso autonivelante promovem a economia de matérias-primas e insumos e possuem aplicações rápidas e práticas.

*Renato Las Casas, diretor da empresa de revestimentos sustentáveis Ecogranito

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: