Julgamento do caso Lula pode ocorrer antes do horário eleitoral

Julgamento do caso Lula pode ocorrer antes do horário eleitoral

TSE deve convocar sessão extraordinária para essa sexta, um dia depois do prazo final para o envio da defesa do ex-presidente à Corte

Rafael Moraes Moura/ BRASÍLIA

29 Agosto 2018 | 18h24

Lula. FOTO: MIGUEL SCHINCARIOL/AFP

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) vai fazer uma sessão extraordinária na próxima sexta-feira (31), a partir das 14h30.  A ideia é analisar pedidos de registro de candidatos à Presidência da República, nas eleições 2018, ainda pendentes de julgamento pelo plenário do TSE, segundo o Broadcast Político apurou com integrantes do tribunal.

A sessão extraordinária de sexta-feira ocorrerá um dia depois do prazo final para o envio ao TSE da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), preso e condenado na Operação Lava Jato. O pedido do registro do petista é alvo de 16 contestações no tribunal, entre elas a impugnação formulada pelo Partido Novo.

Eleições 2018 sem propagandas de Lula

Nesta quarta-feira (29), o Novo reforçou ao TSE o pedido para barrar a participação de Lula no horário eleitoral do rádio e da televisão. As peças de publicidade dos presidenciáveis no horário eleitoral serão veiculadas às terças, quintas e sábados, começando no próximo sábado (1).

A expectativa dentro do TSE é a de que seja levado ao plenário o pedido de medida cautelar para barrar a presença de Lula no horário eleitoral, mas ministros não descartam a possibilidade de o próprio registro do ex-presidente ser julgado.

O objetivo principal da ofensiva jurídica do Partido dos Trabalhadores é garantir a presença do petista no horário eleitoral gratuito.

A pauta da sessão extraordinária do TSE ainda não foi divulgada.

“A presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministra Rosa Weber, convocou sessão extraordinária da Corte para esta sexta-feira (31), a partir das 14h30. O edital de convocação para a sessão foi assinado na noite desta quarta-feira (29) pela magistrada e deve ser publicado amanhã (30) no Diário da Justiça Eletrônico (DJE). Não foi divulgada a pauta dos feitos que serão objeto de julgamento durante a sessão”, informou a assessoria do TSE na noite desta quarta-feira.

As sessões do tribunal ocorrem tradicionalmente às terças e quintas-feiras.

Mais conteúdo sobre:

LulaTSE