Tribunal manda pais indenizarem a ex do filho que teve fotos íntimas vazadas no Whatsapp após fim do namoro

Tribunal manda pais indenizarem a ex do filho que teve fotos íntimas vazadas no Whatsapp após fim do namoro

Desembargadores da 9.ª Câmara de Direito Privado do Tribunal de Justiça de São Paulo mantiveram sentença que condenou um casal a pagar R$ 15 mil a ex-companheira de seu filho e determinaram que o aplicativo impeça o compartilhamento das imagens

Redação

11 de fevereiro de 2020 | 14h16

Violência contra a mulher. Foto: Pixabay / ninocare

Os desembargadores da 9.ª Câmara de Direito Privado do Tribunal de Justiça de São Paulo decidiram manter sentença que condenou um casal a indenizar em R$ 15 mil a ex-namorada de seu filho pelo fato de o rapaz ter compartilhado, via Whatsapp, fotos íntimas da moça. A decisão estabeleceu ainda que o aplicativo impeça o compartilhamento das imagens.

Segundo os autos, o jovem compartilhou pelo Whatsapp fotos íntimas da ex-namorada após o fim do relacionamento. A exposição indevida causou transtornos psicológicos na vítima.

Em outro processo, o jovem foi condenado por ato infracional tipificado no Estatuto da Criança e do Adolescente.

Ao analisar apelação dos pais do rapaz, o relator, desembargador Galdino Toledo Júnior, destacou a responsabilidade do casal pelo ilícito cometido por seu filho, menor de idade na época dos fatos.

O magistrado negou pedido para que o aplicativo indenize a jovem, entendendo que a empresa não foi responsável pelos danos e que não é possível exigir a exclusão do conteúdo, já que as mensagens são criptografadas e não permanecem na rede.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.