Tribunal de Contas faz nova blitz em hospitais, UBS’s, UPA’s e prontos-socorros em mais de 200 municípios paulistas

Tribunal de Contas faz nova blitz em hospitais, UBS’s, UPA’s e prontos-socorros em mais de 200 municípios paulistas

Agentes regressam a lugares vistoriados em junho para confrontar dados e identificar atual situação da saúde em São Paulo

Redação

26 de novembro de 2019 | 12h14

Hospital municipal de Mogi das Cruzes. Brás cubas. Filas. Pessoas em pé. Janelas fechadas sem ventilador e sem ar. Foto: TCE-SP

O Tribunal de Contas do Estado de São Paulo faz nesta terça, 26, desde as 8hs, fiscalização ordenada em mais de 200 municípios para checar as condições da saúde. Os trabalhos ‘in loco’, que mobilizam cerca de 300 agentes de fiscalização, podem ser acompanhados em tempo real por meio de uma central de monitoramento.

A blitz verifica, de forma concomitante e em tempo real, as condições dos serviços nos hospitais municipais, nas Unidades Básicas de Saúde (UBS’s), nas Unidades de Pronto Atendimento (UPA’s) e nos prontos-socorros.

Os dados, colhidos em 299 entidades fiscalizadas – 270 municipais e 29 estaduais – serão confrontados com as informações levantadas na última fiscalização, realizada em 25 de junho deste ano, que ocorreu em uma amostra de 229 cidades jurisdicionadas à Corte de Contas paulista.

Fiscalizações Ordenadas

Realizadas desde 2016, as ‘fiscalizações ordenadas’ são feitas de forma surpresa – nas quais os agentes de fiscalização saem a campo para avaliar não só a legalidade, mas também a qualidade do gasto dos recursos em políticas e serviços públicos.

As ações consistem no deslocamento de agentes para inspecionar ‘in loco’ diversas áreas da administração, como transporte, merenda e material escolar, almoxarifado, tesouraria, creches, hospitais, unidades básicas de saúde, obras públicas, resíduos sólidos, segurança e outros itens.

Unidade de Pronto Atendimento de Mirassol – Mirassol – Problemas no teto da área externa do prédio. Foto: TCE-SP

Pronto Atendimento Municipal – Jacupiranga – todos os extintores estão vencidos desde fevereiro 2019. Foto: TCE-SP

Prefeitura Municipal de Pereiras – Centro de Saude de Pereiras – Infiltração e forte cheiro de mofo na sala de fisioterapia. Foto: TCE-SP

UPA – Sumaré – Consultório médico com infiltrações. Foto: TCE-SP

Unidade de Pronto Atendimento de Mirassol – Mirassol – Médicos assinando ponto de forma antecipada (período da tarde já assinado). Foto: TCE-SP

Cananéia-PS Municipal – UR12 – Medicamentos vencidos. Foto: TCE-SP

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.