Tribunal de Contas de São Paulo dá cinco dias para 106 prefeituras informarem medidas contra ‘fura-filas’ da vacina

Tribunal de Contas de São Paulo dá cinco dias para 106 prefeituras informarem medidas contra ‘fura-filas’ da vacina

Notificação, assinada pelo conselheiro Dimas Ramalho, foi publicada no Diário Oficial do Estado neste sábado, 30; governo já havia sido cobrado

Rayssa Motta e Fausto Macedo

30 de janeiro de 2021 | 08h47

Profissionais de saúde do Hospital das Clínicas fazem fila para receber as primeiras doses da Coronavac aplicadas no País. Foto: Alex Silva/Estadão

O Tribunal de Contas do Estado de São Paulo deu cinco dias para que 106 prefeituras prestem informações sobre as campanhas de imunização municipais contra o novo coronavírus.

Documento

O despacho, assinado pelo conselheiro Dimas Ramalho, foi publicado no Diário Oficial do Estado neste sábado, 30. São nove pontos a serem esclarecidos. Veja alguns deles:

  • Critérios e orientações adotados para distribuição das doses da vacina;
  • Medidas adotadas para impedir ‘fura-filas’;
  • Métodos implantados para controlar as pessoas que já foram vacinadas, incluindo o cronograma para aplicação da segunda dose dentro do prazo fixado pelas fabricantes do imunizante;
  • Relação das unidades de saúde usadas como pontos de vacinação e as respectivas quantidade recebidas;
  • Relação das pessoas vacinadas com nomes, ocupação, idade e local de imunização;
  • Explicar como foi feito o cadastramento dos grupos prioritários na fila da vacina.

Na quarta-feira, 27, um ofício parecido já havia sido dirigido ao governo João Doria (PSDB). O documento foi enviado na esteira dos relatos de ‘fura-filas’ – o Ministério Público do Estado recebeu mais de cem denúncias. A própria notificação lembra das suspeitas de irregularidades da vacinação no Hospital das Clínicas da Universidade de São Paulo (USP): as informações giram em torno de profissionais que não estão na linha de frente no combate à covid-19, mas teriam recebido a vacina.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.