Três vão concorrer a procurador-geral de Justiça de São Paulo

Três vão concorrer a procurador-geral de Justiça de São Paulo

Com apoio do atual chefe da instituição, subprocurador Mário Luiz Sarrubbo vai disputar eleição pela situação; concorrem pela oposição os procuradores José Oswaldo Molineiro e Antonio Carlos da Ponte; pleito será em abril

Pepita Ortega

21 de janeiro de 2020 | 19h29

Ministério Público de São Paulo. Foto: Assessoria de Comunicação Social/MP-SP

O subprocurador-geral de Políticas Criminais do Ministério Público de São Paulo Mário Luiz Sarrubbo afastou-se do cargo nesta terça, 21, para concorrer às eleições para procurador-geral de Justiça. Desde 1989 na instituição, Sarrubbo será o candidato da situação, com apoio do atual procurador-geral Gianpaolo Poggio Smanio, há quatro anos na cadeira.

O pleito no Ministério Público ocorrerá em abril. Também vão disputar o topo da instituição os procuradores José Oswaldo Molineiro e Antonio Carlos da Ponte, ambos pela oposição.

Mário Sarrubo. Foto: Divulgação

O sistema eleitoral do Ministério Público prevê a formação de uma lista tríplice com os mais votados pela classe – são 2 mil promotores de Justiça em todo o Estado.

A lista é levada ao governador, que decide quem escolher, independente da colocação do indicado.

Mário Luiz Sarrubbo integra o Ministério Público desde 1989 e desde abril de 2016 é Subprocurador-geral de Políticas Criminais do Ministério Público do Estado de São Paulo.

Molinero. Foto: Acervo Pessoal

Formado pelo Mackenzie, ele é mestre em Direito pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (2001) ele foi diretor da Escola Superior do Ministério Público.

José Oswaldo Molineiro, da oposição, é formado pela Faculdade de Direito de Sorocaba (SP) e está no Ministério Público há 38 anos. Passou pelas Comarcas de Piracicaba e chegou à Capital em 1985, onde atuou no Grupo especial de Atendimento ao Público (GAP) por 12 anos. Ele presidiu a Associação Paulista do Ministério Público.

Da Ponte. Foto: Associação Paulista do Ministério Público

O outro candidato de oposição, Antonio Carlos da Ponte, foi secretário-adjunto de Segurança Pública (Governo Alckmin) possui graduação em Direito, Mestrado e Doutorado em Direito Processual Penal pela PUC de São Paulo. Foi subprocurador-geral de Justiça Institucional do Ministério Público do Estado e coordenador da Assessoria Eleitoral da Procuradoria-Geral de Justiça.

Tudo o que sabemos sobre:

Ministério Público

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.