TJ-SP leiloa imóvel de 15 mil metros da VASP no aeroporto de Congonhas

Valor arrecadado será utilizado prioritariamente para pagamento dos credores trabalhistas da companhia

Lilian Venturini

14 de julho de 2014 | 16h04

Fausto Macedo

No próximo dia 31 irá a leilão um imóvel da Vasp localizado dentro do Aeroporto de Congonhas, um dos ativos mais valiosos da massa falida. O lote é constituído pelo edifício sede, prédio de operações, prédio do refeitório, prédio da segurança e prédio dos geradores com mais de 15 mil metros de área construída.

O leilão será presencial e eletrônico. Os lances pela internet serão recebidos a partir do dia 21, às 14 horas, pelo site www.freitasleiloesonline.com.br (homologado pelo Tribunal de Justiça de São Paulo) e concorrerão em igualdade de condições com os lances recebidos no pregão físico de fechamento, que será no dia 31, às 14 horas, na Casa de Portugal (Avenida Liberdade, 602 – 3.º andar, São Paulo, Capital).

Serão aceitos lances para pagamento à vista e a prazo – neste caso, 20% do lance em até 24 horas a partir do encerramento do leilão, e o restante em até 10 parcelas mensais atualizadas com base na tabela do Tribunal de Justiça de São Paulo e acrescidas de juros simples de 1% ao mês.

Providências de encargos para regularização do imóvel junto à Prefeitura, Cartório de Registro de Imóveis e outros órgãos serão por conta do arrematante.

Outros cinco leilões com bens da Vasp ocorrerão ainda neste ano (três em agosto e dois em setembro) que englobam obras de arte, móveis, porcelanas e utensílios utilizados no interior das aeronaves, protótipos de aviões da empresa e objetos para colecionadores, como caixa-preta e outras peças de aeronaves.

De acordo com o juiz Daniel Carnio Costa, da 1.ª Vara de Falências e Recuperações Judiciais da Capital e responsável pelo processo de falência da Vasp, o valor arrecadado nos leilões será utilizado prioritariamente para o pagamento dos credores trabalhistas, até o limite de 150 salários mínimos para cada um. Parte deles já recebeu créditos provenientes dos últimos leilões.