TI como protagonista na gestão de um negócio

TI como protagonista na gestão de um negócio

Alisson Ferreira*

31 de agosto de 2021 | 03h00

Alisson Ferreira. FOTO: DIVULGAÇÃO

Já faz algum tempo que a TI não se resume apenas a uma área de “arrumar equipamentos”. A tecnologia sempre teve um papel fundamental na sistematização e automação dos processos e inovação nas companhias, mas insistia em ser “ilhada” e sem conexão com as áreas de negócios.

Com a forte presença da transformação digital nos últimos 5 anos e a consolidação de sistemas como a tecnologia em nuvem, Internet das coisas, metodologias ágeis de gestão, inteligência artificial, machine learning, entre outras, o cenário do setor de TI mudou. O setor cresce como um todo e se torna cada vez mais estratégico dentro das empresas, com formas de automação e benefícios a toda operação das Companhias.

A área não está alinhada com o negócio, ela é parte estratégica dele. Prova disso é o crescimento do segmento: o número de vagas abertas em 2020 na área de tecnologia cresceu 310%, segundo a GeekHunter.

Apesar do avanço, que foi acelerado pela pandemia, o setor ainda tem grandes desafios em função dessas mudanças que precisam ser superados para consolidar de fato as tecnologias emergentes.

Um exemplo disso, é que o Brasil já conta com cerca de 1,5 milhões de profissionais em Tecnologia da Informação e Comunicação em todos os setores econômicos, mas a relevância da área também traz um alerta para o cenário brasileiro: a procura por profissionais de TI será de 420 mil pessoas, até 2024. Mas atualmente o país forma apenas 46 mil profissionais com perfil tecnológico por ano (BRASSCOM).

O executivo de TI é um dos principais agentes de inovação da companhia e conhecedor de cada extensão do negócio. Desta forma é possível usar as tecnologias disponíveis, no melhor momento e para atender necessidades globais e especificas da empresa.

As vantagens de apostar em TI na estratégia de um negócio são muitas. Para além de facilitar a vida da empresa e dos colaboradores, a tecnologia auxilia na redução de custos e ajuda a diminuir erros através de sistematização e automação de processos realizados de forma manual, liberando os profissionais para executarem atividades estratégicas. Outro ponto positivo em aplicar ferramentas e soluções inteligentes é o crescimento da Companhia por meio de plataformas inovadoras de vendas ou de logísticas.

Mas o principal benefício em colocar a TI como uma das protagonistas na expansão de um negócio, é a democratização da tecnologia: conseguimos atingir novos pontos de crescimento, impactar o consumidor de forma positiva, levar soluções a todos os níveis e necessidades do setor de atuação, de forma simples e ágil, com uma rápida implementação.

Para ver os números do negócio saltarem o espaço da área de TI deve estar consolidado dentro de uma empresa. Com a atuação e implementações das soluções do setor andando lado a lado das mudanças e transformações do negócio, o sucesso é certo.

*Alisson Ferreira, head de TI Natural One

Tudo o que sabemos sobre:

Artigo

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.