“Tem recurso no TSE, no Supremo. Aí, já terminou o mandato”, diz Temer sobre processo de cassação

“Tem recurso no TSE, no Supremo. Aí, já terminou o mandato”, diz Temer sobre processo de cassação

“E lá no TSE, como é que tá?”, questionou o empresário. “Tudo bem. Eu acho que não passa o negócio da minha cassação, porque eles (os ministros da corte) têm uma consciência política".

Fábio Fabrini, Fabio Serapião, Beatriz Bulla / Brasília

18 de maio de 2017 | 20h27

Herman Benjamin / Foto: Roberto Jayme/ Ascom/TSE

Na conversa gravada pelo empresário Joesley Batista, da JBS, o presidente Michel Temer demonstra confiança de que o processo em curso no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) não resultará em seu afastamento. Ele diz ainda que, em caso de revés, há a possibilidade de recorrer até seu mandato terminar, em 2018.

“E lá no TSE, como é que tá?”, questionou o empresário. “Tudo bem. Eu acho que não passa o negócio da minha cassação, porque eles (os ministros da corte) têm uma consciência política: ‘porra, mais um presidente!’”, respondeu Temer, pondo-se a traçar possíveis cenários.

Ele comenta que considera a ação improcedente. E emenda que, na hipótese de ser cassado, é possível protelar: “Tem recurso no TSE, tem recurso no Supremo. Aí, já terminou o mandato”.

Joesley pergunta ainda como a campanha de 2018 será financiada. Ouve um “não sei” de Temer.

Tudo o que sabemos sobre:

delação JBSLava JatoTemer'Corrupção

Tendências: