‘Tchau, querido!’

‘Tchau, querido!’

Prisão do ex-governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), não apenas gerou buzinaços na porta da Polícia Federal, como também repercutiu nas redes sociais

Luiz Vassallo

10 Outubro 2018 | 19h07

‘Tchau, querido!’, afirmou um usuário do Twitter, quando soube da prisão do ex-governador de Goiás Marconi Perillo (PSDB). Junto da ‘despedida’, o internauta anexou uma montagem com o tucano atrás das grades. O ex-governador, candidato derrotado ao Senado nas eleições de 2018, é investigado na Operação Cash Delivery e já havia sido alvo de busca e apreensão no dia 28. Além de buzinaços na porta da Polícia Federal de Goiânia, a prisão também repercutiu nas redes sociais.

Reprodução

Perillo foi preso ao chegar na superintendência da PF, em Goiânia, para prestar depoimento sobre as acusações de delatores da Odebrecht Fernando Reis e Alexandre Barradas. Em suas delações, eles apontam supostos repasses de R$ 10 milhões a Perillo – R$ 2 milhões na eleição de 2010 e R$ 8 milhões em 2014.

Reprodução

Pouco tempo após a notícia, as redes sociais reagiram. Alguns leitores se referiram ao fato de Perillo ter sido preso em meio a depoimento para o qual havia sido chamado pela PF.

Horas depois, alguns se mostraram descrentes da permanência do ex-governador na prisão.

Reprodução

 

Mais conteúdo sobre:

Marconi Perillo