TCE acha barata, sangria, copos compartilhados por crianças e geladeira a 19 graus em devassa na merenda

TCE acha barata, sangria, copos compartilhados por crianças e geladeira a 19 graus em devassa na merenda

Tribunal de Contas do Estado de São Paulo faz inspeção em 266 estabelecimentos de ensino da rede pública

Luiz Vassallo, Pedro Prata, Pepita Ortega e Fausto Macedo

31 de outubro de 2019 | 17h39

O Tribunal de Contas do Estado encontrou diversas irregularidades na merenda de escolas no interior de São Paulo. A Corte realizou, nesta quinta-feira, 31, uma fiscalização sobre as condições do fornecimento de alimentos aos estudantes da rede pública de ensino.

Entre as descobertas dos agentes da Corte, estão a falta de higiene no trato com os alimentos e até mesmo bebidas alcoólicas na geladeira de uma das unidades.

Cerca de 300 agentes do TCE-SP participam das atividades da fiscalização de 266 escolas.Após a coleta dos dados, estes serão comparados com as informações da última fiscalização, realizada no dia 28 de maio em 219 cidades paulistas.

Na escola EMEF Professor Agnello Leandro Pereira, no munícpio de Pedro de Toledo, uma barata escalava a parede, dentro do armário onde panelas eram guardadas, segundo informações da Corte.

Foto: TCE

De acordo com a Corte, uma geladeira cheia de carne na EMEB Florestan Fernandes, em Cosmópolis, operava na temperatura de 19º Celsius.

Foto: TCE

O TCE ainda afirma ter flagrado uma geladeira cheia de vinhos e sangrias na escola municipal Prof. Manoel Liberato Mattos Negraes, em Ribeirão Bonito.

Foto: TCE

Na escola municipal Madalena Branca dos Santos, em Embu Guaçu crianças compartilham copos, que ficam pendurados na torneira, segundo relatou o Tribunal de Contas.

Foto: TCE

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: