Supremo manda executar pena do deputado Nilton Capixaba na Máfia dos Sanguessugas

Supremo manda executar pena do deputado Nilton Capixaba na Máfia dos Sanguessugas

Parlamentar do PTB de Rondônia foi condenado a 6 anos, 10 meses e 6 dias de reclusão por corrupção passiva

Rafael Moraes Moura / BRASÍLIA

06 Novembro 2018 | 20h30

Nilton Capixaba. FOTO: Luiz Alves/CÂMARA DOS DEPUTADOS

Por unanimidade, a Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal determinou nesta terça-feira, 6, o início da execução da pena do deputado federal Nilton Capixaba (PTB-RO), condenado a 6 anos, 10 meses e 6 dias de reclusão em regime inicial semiaberto pelo crime de corrupção passiva.

O parlamentar foi condenado por integrar a “Máfia dos Sanguessugas”, que desviava recursos de emendas parlamentares voltadas para a compra de ambulâncias para atender municípios.

Na sessão desta tarde, a Segunda Turma rejeitou um recurso de Nilton Capixaba que questionava a dosimetria da pena. O Ministério Público Federal (MPF) já havia defendido a rejeição do recurso e o início do cumprimento da pena.

Procurado pela reportagem, o gabinete do parlamentar não havia se manifestado até a publicação deste texto.