‘Super Trunfo’ da PF desmonta rede de contrabando de carros de RS 2 milhões licenciados no Paraguai

‘Super Trunfo’ da PF desmonta rede de contrabando de carros de RS 2 milhões licenciados no Paraguai

Operação deflagrada nesta terça-feira, 8, pela Polícia Federal em Curitiba, resultado de dois anos de investigação, cumpre três mandados de prisão e faz três buscas no Paraná; Justiça bloqueou R$ 15 milhões dos investigados

Redação

08 de setembro de 2020 | 11h20

Operação Super Trunfo. Foto: Polícia Federal

A Polícia Federal e a Receita deflagraram na manhã desta terça, 8, a Operação Super Trunfo, para investigar crimes de contrabando de veículos de luxo superesportivos, evasão de divisas, crimes fiscais e lavagem de dinheiro.

Agentes cumprem três mandados de prisão – uma preventiva e duas temporárias – e três mandados de busca e apreensão nas cidades de Maringá e Cândido de Abreu, no Paraná. A Justiça determinou ainda o bloqueio de veículos, bens imóveis e contas bancárias vinculadas aos investigados, no montante de R$ 15 milhões.

A PF indicou que a ofensiva realizada na manhã desta terça, 8, é resultado de uma investigação de mais de dois anos que apurou que os investigados internaram ilegalmente no Brasil automóveis superesportivos, alguns deles com indícios de fraude quando de sua exportação da Europa.

Segundo a corporação, os veículos tem valores individuais que ultrapassam R$ 2 milhões, foram licenciados no Paraguai e eram mantidos e utilizados no Brasil com placas do país vizinho.

A Polícia Federal também diz ter constatado a aquisição de outros automóveis de luxo no Brasil e diversos bens imóveis pagos mediante operações ilegais de câmbio conhecidas como dólar-cabo ou euro-cabo, nas quais são realizadas transferências internacionais de valores mediante compensações, sem observância das normas do sistema financeiro nacional.

A ocultação do real proprietário de bens, a dissimulação de sua origem ilícita e a conversão de valores ilegais em ativos lícitos, por sua vez, configuram atos de lavagem de dinheiro, indicou a corporação.

Operação Super Trunfo. Foto: Polícia Federal

Operação Super Trunfo. Foto: Polícia Federal

Operação Super Trunfo. Foto: Polícia Federal

Operação Super Trunfo. Foto: Polícia Federal

Operação Super Trunfo. Foto: Polícia Federal

Operação Super Trunfo. Foto: Polícia Federal

Operação Super Trunfo. Foto: Polícia Federal

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.