Smanio propõe ‘protocolos’ para atos ‘Fora, Temer’

Smanio propõe ‘protocolos’ para atos ‘Fora, Temer’

Procurador-geral de Justiça de São Paulo reuniu-se nesta quinta-feira, 8, com entidades que organizam manifestações nas ruas e defendeu ''direito constitucional de livre manifestação e também a preservação do patrimônio público e privado'

Valmar Hupsel Filho e Fausto Macedo

08 de setembro de 2016 | 18h56

Gianpaolo Poggio Smanio. Foto: SUAMY BEYDOUN/FUTURA PRESS

Gianpaolo Poggio Smanio. Foto: SUAMY BEYDOUN/FUTURA PRESS

O procurador-geral de Justiça de São Paulo, Gianpaolo Smanio, propôs a criação de um grupo de trabalho integrado por autoridades, movimentos sociais que organizam as manifestações contra o governo Temer e outros representantes da sociedade civil para discutir a adoção de protocolos a serem implementados durante os protestos nas ruas.

A proposta foi apresentada durante reunião na sede do Ministério Público, nesta quinta-feira, 8.

Smanio reiterou que é preciso garantir, ‘a um só tempo, o direito constitucional de livre manifestação e também a preservação do patrimônio público e privado’.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.