Skunk no sutiã

Skunk no sutiã

Polícia Federal prendeu nesta sexta, 5, no Aeroporto Internacional de Brasília, uma moça de 22 anos levando sob o acessório 1,035 kg da droga que contém substâncias psicoativas mais concentradas que a maconha

Luiz Vassallo e Fausto Macedo

05 de julho de 2019 | 18h01

A Polícia Federal prendeu em flagrante nesta sexta, 5, uma mulher de 22 anos, natural de Manaus, com 1,035 kg de skunk oculto sob o sutiã no Aeroporto Internacional de Brasília.

Em fiscalização de rotina, os policiais federais observaram que ‘a jovem apresentava sinais de nervosismo excessivo no desembarque de voo oriundo de Manaus e a abordaram’.

Durante a revista, agentes federais encontraram quatro pacotes de skunk, espécie de droga com substâncias psicoativas mais concentradas que a maconha, que estavam cobertos por plástico e enrolados em forma de cinta sob o sutiã da mulher.

Ela foi encaminhada à Superintendência da Polícia Federal no DF e responderá pelo crime de tráfico de drogas.

Tendências: