Setor de construção civil continua a crescer e a expectativa para o próximo ano é positiva

Setor de construção civil continua a crescer e a expectativa para o próximo ano é positiva

Renato Las Casas*

24 de dezembro de 2020 | 03h00

*Renato Las Casas. FOTO: DIVULGAÇÃO

De um começo de ano repleto de incertezas, a uma reta final com balanço positivo. Dados da Confederação Nacional da Indústria (CNI) detalham que a construção civil permanece em crescimento e, pelo terceiro mês consecutivo, registrou índices positivos na atividade e no emprego. Para trabalhadores da área o crescimento é animador e representa oportunidades para o futuro pós-pandemia.

A curva positiva confirma a tendência de expansão da construção civil e aponta para uma superação completa do impacto inicial da crise provocada pela pandemia do novo coronavírus. Os resultados positivos, em grande parte, se devem à rápida adoção de medidas de contenção, que minimizou os danos no setor, bem como ao aumento do investimento em tecnologia e comunicação.

Entre julho e agosto deste ano, o Índice de Confiança do Empresário da Construção já havia despontado para 7,7 pontos, ultrapassando a marca que indica o início de um cenário confiante. E o índice que avalia a disposição para investir no setor também aumentou.

Entre as medidas preventivas que possibilitaram a continuidade das obras e reduziram os prejuízos financeiros para as empresas, estão a adoção do distanciamento social e de outras atitudes recomendadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS), além da adesão a práticas sustentáveis.

Alternativas ambientalmente corretas são importantes não só em momentos de crise, mas também para a redução de gastos e aumento da produtividade em diversos segmentos. A visão sustentável é uma tendência que está se tornando cada vez mais popular no mercado empresarial e será um dos principais alicerces para o desenvolvimento e avanço do setor de construção ao longo dos próximos anos.

*Renato Las Casas, diretor comercial da empresa de revestimentos sustentáveis Ecogranito

Tudo o que sabemos sobre:

Artigo

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.