Sérgio Cabral e ‘a rotina da família do magistrado’

Sérgio Cabral e ‘a rotina da família do magistrado’

Ao determinar a transferência do ex-governador do Rio para uma prisão federal, juiz Marcelo Bretas, da 7.ª Vara Criminal Federal, diz imaginar que 'aparentemente, ele (Cabral) tem acesso privilegiado a informações que talvez não devesse ter'

Julia Affonso e Luiz Vassallo

23 de outubro de 2017 | 18h45

Ao determinar, nesta segunda-feira, 23, a remoção do ex-governador do Rio Sérgio Cabral (PMDB) do Presídio de Benfica para uma prisão federal, o juiz Marcelo Bretas, da 7.ª Vara Criminal Federal, destacou. “Inusitado que ele (Cabral) venha aqui trazer ao juízo até numa audiência pública, que é gravada, a informação de que acompanha talvez a rotina da família do magistrado. Isso, além de causar espécie, como bem observou o Ministério Público, deixa a informação de que, apesar de toda rigidez que o advogado falou, que eu imagino que haja, apesar de tudo isso, aparentemente, ele tem acesso privilegiado a informações que talvez não devesse ter.”


Tudo o que sabemos sobre:

Sérgio Cabraloperação Lava Jato

Tendências: