Secretário da Agricultura de SP recebeu R$ 50 mil via caixa 2, dizem delatores

Secretário da Agricultura de SP recebeu R$ 50 mil via caixa 2, dizem delatores

Executivos do Grupo Odebrecht afirmaram à Procuradoria Geral de Justiça que a empreiteira pagou R$ 50 mil via caixa 2 para a campanha do deputado federal Arnaldo Calil Pereira Jardim (PPS-SP), atual secretário da Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, na gestão de Geraldo Alckmin

Breno Pires, Alexandre Hisayasu, Luiz Vassallo, Fausto Macedo e Júlia Affonso

11 de abril de 2017 | 21h22

CALIL

Os executivos do Grupo Odebrecht, Carlos Armando Guedes Paschoal e Benedicto Barbosa da Silva Júnior, afirmaram à Procuradoria Geral de Justiça que a empreiteira pagou R$ 50 mil via caixa 2 para a campanha do deputado federal Arnaldo Calil Pereira Jardim (PPS-SP). Hoje, ele é o atual secretário da Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, na gestão de Geraldo Alckmin.

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Edson Fachin, determinou que os depoimentos sejam encaminhados para a Procuradoria da República de São Paulo para que sejam tomadas as medidas cabíveis. “Determino levantamento do sigilo dos autos; ordeno a remessa dos autos ao Procurador-Geral da República, pelo prazo de 10 (dez) dias, para requerer o que entender de direito.”

Tudo o que sabemos sobre:

Lista de Fachin

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: