‘Se você comprar alguém, tem que comprar bem comprado’

‘Se você comprar alguém, tem que comprar bem comprado’

Ex-deputado Márcio Junqueira, denunciado pela Procuradoria-Geral da República, foi flagrado em um grampo da Polícia Federal; informação, divulgada pela TV Globo e confirmada pelo Estadão

Redação

27 Junho 2018 | 11h15

Márcio Junqueira
Foto: Janine Moraes/Câmara
11.05.2010

O ex-deputado Márcio Junqueira (ex-PP) foi flagrado em um grampo da Polícia Federal afirmando a um interlocutor: “Quando você compra alguém, se você comprar alguém, tem que comprar bem comprado, porque esse cabra que se vendeu pra ti se vende pra outro também.”

A conversa foi divulgada pela repórter Camila Bomfim, da TV Globo, e confirmada pelo Estadão. Márcio Junqueira foi preso pela PF, em abril, sob suspeita de tentar comprar o silêncio de um ex-assessor parlamentar que é testemunha da Operação Lava Jato. O ex-parlamentar já foi solto.

Na semana passada, a Procuradoria-Geral da República enviou ao Supremo Tribunal Federal (STF) uma denúncia contra Marcio Junqueira, contra o senador Ciro Nogueira (PP-PI) e o deputado federal Eduardo da Fonte (PP-PE) no âmbito desta investigação.

Quando a operação foi deflagrada, a Procuradoria apontou suspeita de que eles teriam tentado impedir que o ex-assessor do PP colaborasse com as investigações da Lava Jato, o que configuraria obstrução de Justiça.

Segundo a PGR, o esquema investigado inclui o pagamento de despesas pessoais, ameaças e até proposta para a mudança do teor de depoimento que incriminaria os alvos. A suspeita de obstrução à investigação surgiu durante um inquérito que apurava repasses a políticos do PP por meio de contratos fictícios.

A reportagem está tentando contato com Márcio Junqueira. O espaço está aberto para manifestação.

Mais conteúdo sobre:

Marcio JunqueiraPolícia Federal