Sarrubbo cria gabinete de crise integrando Ministério Público e nomes de peso da medicina

Sarrubbo cria gabinete de crise integrando Ministério Público e nomes de peso da medicina

Grupo tem Ana Malik, Augusto Scalabrini, Rosenthal, Dráuzio, Vecina, Giovanni Cerri, Scheffer e Kalil

Fausto Macedo

24 de abril de 2020 | 05h00

O procurador-geral de Justiça, Mario Sarrubbo, criou um Grupo de Trabalho ligado ao seu gabinete com o objetivo de articular e fomentar a atuação do Ministério Público do Estado de São Paulo no enfrentamento à pandemia provocada pelo novo coronavírus.

Além de contar com membros da administração superior da instituição (Corregedoria, Órgão Especial, Conselho Superior, Ouvidoria e Subprocuradorias) e dos coordenadores dos Centros de Apoio Operacional e promotores da capital e do interior que estão na linha de frente lidando com o problema nas áreas de direitos humanos, infância e juventude, criminal, execuções criminais, violência doméstica, patrimônio público e meio ambiente e habitação, o grupo de trabalho terá o reforço de nomes de peso da medicina.

Ana Maria Malik, Augusto Scalabrini, Caio Rosenthal, Dráuzio Varella, Gonzalo Vecina Neto, Giovanni Guido Cerri, Mário Scheffer e Roberto Kalil Filho, profissionais que dispensam apresentações, aportarão a sua expertise no Grupo de Trabalho comandado por Sarrubbo.

Mario Luiz Sarrubbo. FOTO: DIVULGAÇÃO

Na portaria, Sarrubbo destaca a preocupação com ‘a natureza transfronteiriça da covid-19 e a extrema necessidade de medidas tomadas com base em elementos e dados de natureza técnico-científica, sob os auspícios dos princípios cardeais do ordenamento jurídico, em especial os de razoabilidade, proporcionalidade, eficiência, prevenção e precaução’.

Sarrubbo aponta ainda ser de interesse público ‘a adoção de estratégias de ação articulada, integrada e técnica”, bem como “a imprescindibilidade de fomento à atuação judicial ou extrajudicial dos membros do Ministério Público em qualquer instância ou grau de jurisdição’.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: