São Paulo autoriza visitas presenciais em presídios a partir do próximo sábado, 7

São Paulo autoriza visitas presenciais em presídios a partir do próximo sábado, 7

Encontros ocorrerão somente nos pavilhões pares e com limitação de uma pessoa por preso pelo período máximo de duas horas

Paulo Roberto Netto

04 de novembro de 2020 | 15h25

O Presidio de Presidente Bernardes, em Presidente Prudente, São Paulo Foto: Paulo Liebert /AE

A Secretaria de Administração Penitenciária de São Paulo (SAP) autorizou as visitas presenciais em presídios do Estado a partir do próximo sábado, 7. A retomada alcança a maioria das unidades, pois liminares judiciais impedem a volta da visitação em algumas regiões.

A SAP elaborou normas para garantir o retorno das visitas: primeiro, elas só ocorrerão nos pavilhões pares e com limitação de uma pessoa por preso pelo período máximo de duas horas. Segundo, os visitantes deverão ter entre 18 a 59 anos, sendo proibida a ida de crianças, idosos, gestantes e, principalmente, pessoas com sintomas gripais.

O uso da máscara será obrigatório e os visitantes deverão se submeter a medidas de temperatura e saturação de oxigênio.

Segundo a SAP, o regramento foi aprovado pelo Centro de Contingência do Coronavírus do governo estadual e busca cumprir as exigências sanitárias para a contenção das taxas de contaminação da covid-19 dentro dos presídios.

A retomada das visitas faz parte da terceira fase do programa Conexão Familiar, que já possibilitou a troca de e-mails entre presos e familiares e visitas virtuais, realizadas remotamente.

Tudo o que sabemos sobre:

Sistema Penitenciário

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.