‘Saco de dinheiro’ na campanha de promotor em Prudente causa polêmica

‘Saco de dinheiro’ na campanha de promotor em Prudente causa polêmica

Imagem circula na internet ao lado de uma frase atribuída a Nelson Bugalho (PTB) de que, se eleito, vai escolher continuar com os vencimentos do Ministério Público do Estado

Alexandre Hisayasu e Mateus Coutinho

29 de setembro de 2016 | 16h27

bugalho1

A imagem de um saco de dinheiro que circula na internet associada à campanha do promotor de Justiça Nelson Bugalho, candidato pelo PTB a prefeito de Presidente Prudente (SP), está dando o que falar.

O saco com a estampa do cifrão aparece ao lado do compromisso de campanha atribuído a Bugalho.

“Como prefeito de Prudente eu não vou custar nenhum único centavo de salário para os cofres do município. O Ministério Público vai pagar meu salário”, diz o texto, ao lado do saco, que sugere quantia polpuda.

Prudente, a 550 quilômetros de São Paulo, tem 220 mil habitantes. Bugalho concorre pela Coligação Avante Prudente.

O candidato negou conhecer a peça. Sua campanha também alega que não foi a responsável pela produção do material com a imagem de um saco de dinheiro.

bugalho2

O holerite de um promotor do Ministério Público paulista de 1.ª entrância é de R$ 24,8 mil. “Nós não temos nenhuma publicação dessa na rede”, afirma o candidato, cujo slogan de campanha é ‘Prudente precisa de um promotor’.

Bugalho disse que vai tomar medidas para identificar os responsáveis pela peça que causa polêmica em Prudente.

Ele confirmou que, se for eleito, vai escolher continuar recebendo o subsídio de promotor do Ministério Público de São Paulo, abrindo mão do salário de prefeito, bem inferior ao que lhe é pago por sua Instituição.

 

Tudo o que sabemos sobre:

eleições

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.