Pacheco nega pedido de governistas para chamar Alexandre no plenário do Senado

Pacheco nega pedido de governistas para chamar Alexandre no plenário do Senado

Presidente do senado impugnou requerimento do senador Eduardo Girão, impedindo audiência com o ministro do STF

Daniel Weterman/BRASÍLIA

03 de maio de 2022 | 20h33

Rodrigo Pacheco barrou tentativa de chamar o ministro Alexandre de Moraes para explicar inquéritos ao Senado. Fotos: Daniel Teixeira e Hélvio Romero/Estadão

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), derrubou uma tentativa de governistas de chamar o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), para falar sobre os inquéritos que investigam atos antidemocráticos e o uso de fake news no plenário da Casa.

O senador Eduardo Girão (Pode-CE) apresentou um requerimento para a realização de uma sessão de debates temáticos com Moraes, na tentativa de pressionar o ministro. O pedido recebeu apoio de governistas, aumentando as investidas do grupo contra Moraes diante dos ataques do presidente Jair Bolsonaro ao Judiciário. Pacheco impugnou o requerimento, impedindo a realização da audiência com o ministro.

De acordo com o presidente do Senado, o pedido dos governistas contraria a Constituição e os propósitos previstos no regimento do Senado para a realização de debates temáticos, abrindo caminho para um “controle indireto de atos jurisdicionais” por meio de uma sessão com o magistrado. Girão recorreu da decisão de Pacheco. O presidente da Casa não julgou o recurso.

Tudo o que sabemos sobre:

Rodrigo PachecoAlexandre de Moraes

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.