Reprovação de contas de prefeituras paulistas dobrou em quatro anos, aponta TCE

Reprovação de contas de prefeituras paulistas dobrou em quatro anos, aponta TCE

Levantamento divulgado pelo Tribunal de Contas do Estado nesta terça, 19, mostra 'crescente índice' de rejeição nas contas dos municípios do interior de São Paulo, entre 2013 e 2016; emissão de pareceres pela desaprovação cresceu em 120% no período

Redação

19 de fevereiro de 2019 | 14h43

Reprodução de documento do TCE

O Tribunal de Contas do Estado de São Paulo divulgou nesta terça, 19, levantamento onde aponta um crescente índice de reprovação nas contas dos municípios paulistas. Segundo o balanço, divulgado nesta terça-feira, 19, em um período de quatro anos – entre os anos de 2013 a 2016 –, a emissão de pareceres pela desaprovação das contas dos prefeitos cresceu em 120%.

Em 2013, um porcentual de 18% das prefeituras tiveram suas contas reprovadas pela Corte de Contas. Em 2016, último ano de mandato dos gestores, 264 prefeitos – um total de 41% – teve suas prestações de contas rejeitadas pelo TCE.

Lei de Responsabilidade Fiscal

No exercício consolidado relativo ao ano-fiscal de 2016 – o último ano da gestão dos prefeitos -, 41% das prefeituras paulistas tiveram seus balancetes fiscais reprovados pelos conselheiros da Corte de Contas paulista.

Em 2016, das 644 contas municipais analisadas no período, 59% das Prefeituras (380) receberam pareceres favoráveis e 264 delas, um porcentual de 41%, tiveram suas contas desaprovadas pelo TCE.

Tudo o que sabemos sobre:

TCE [Tribunal de Contas do Estado]

Tendências: