Receita pega quase duas toneladas de cocaína no porto de Santos entre farinha de soja e limões

Receita pega quase duas toneladas de cocaína no porto de Santos entre farinha de soja e limões

Ação das equipes da Alfândega e condutores de cães de faro foi iniciada na terça, 14, e se prolongou até esta sexta, 17, culminando no confisco de 1.910 quilos da droga em contêineres que seriam embarcados para a Bélgica e a Holanda

Pedro Prata

17 de janeiro de 2020 | 18h29

Foto: Receita Federal/Divulgação

A Receita Federal localizou 1.910 kg de cocaína em uma ação finalizada nesta sexta, 17, no Porto de Santos. Iniciada na terça, 14, a ação foi promovida por equipes da Alfândega da Receita no Porto de Santos e condutores de cães de faro da própria Unidade e da Divisão de Repressão ao Contrabando e Descaminho da Receita Federal na 8.ª Região Fiscal (Direp/08). A droga estava escondida em cargas de exportação.

As unidades de carga (contêineres) foram selecionadas para conferência através de critérios objetivos de análise de risco, incluindo a inspeção não intrusiva por escâner e varredura de pátio, informou a Assessoria de Comunicação Institucional da Receita.

Foto: Receita Federal/Divulgação

A primeira localização (1.229 kg) ocorreu na terça, 14, em uma carga regular de farinha proteica de soja acondicionada em sacas. O destino final da carga seria o Porto de Antuérpia, na Bélgica.

A segunda localização (681 kg) ocorreu na quinta, 16, em uma carga regular de limões ‘in natura’ acondicionados em caixas. A carga tinha como destino final a Holanda.

Foto: Receita Federal/Divulgação

Nas duas oportunidades, houve indicação positiva dos cães de faro da Receita, direcionando as equipes para uma inspeção mais detalhada das cargas.

A finalização dos trabalhos ocorreu nesta sexta, 17, após a verificação de todos os contêineres selecionados.

A droga interceptada pela Receita foi entregue à Polícia Federal, que acompanhou as operações a partir das localizações e prosseguirá com as investigações.

Tudo o que sabemos sobre:

Receita FederalCocaínaPorto de Santos

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: