Receita pega 2,6 mil colares com argentino em Cumbica

Receita pega 2,6 mil colares com argentino em Cumbica

Joias de ouro avaliadas em US$ 250 mil foram apreendidas no Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos, com passageiro que chegou de Madri

Redação

11 de julho de 2015 | 18h50

Por Ricardo Chapola e Fausto Macedo

colar_div][

A Alfândega do Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos/Cumbica, apreendeu 2,6 mil colares em poder de um passageiro argentino neste sábado, 11, que desembarcou de um voo procedente de Madri.Ele foi autuado em flagrante por contrabando e sonegação.

São 7,2 quilos de joias de ouro, avaliadas pelo próprio passageiro em US$ 250 mil, ou cerca de R$ 780 mil. O argentino declarou que pretendia vender os colares em São Paulo.

A Receita Federal informou que as peças ainda serão submetidas a uma perícia para ‘confirmar a qualidade das joias e o valor estimado’.

É a segunda grande apreensão de joias que a Receita, em parceria com a Polícia Federal, realiza em Cumbica. No dia 5 de julho, domingo, a Receita encontrou grande quantidade de diamantes, esmeraldas e outras pedras preciosas em fiscalização de rotina. As joias estavam presas às pernas de um passageiro que chegou ao Brasil em voo dos Estados Unidos. A avaliação preliminar da perícia indicou que o valor estimado daquela apreensão era de US$ 1,5 milhão, o equivalente a cerca de R$ 4,7 milhões. O passageiro foi preso.

Neste sábado, 11, a Receita barrou o passageiro argentino que vinha da Europa com 2,6 mil colares.

Tudo o que sabemos sobre:

colaresReceita Federal

Tendências: