Receita mira R$ 10 mi em brinquedos piratas

Receita mira R$ 10 mi em brinquedos piratas

Operação conjunta com a Prefeitura de São Paulo e Guarda Civil Metropolitana se concentra em três galerias na região do comércio popular da capital paulista

Redação

20 de março de 2019 | 12h16

Foto: Receita

Desde as 6h desta quarta, 20, a Receita e a Prefeitura de São Paulo, com o apoio da Guarda Civil Metropolitana, promovem uma ação contra pirataria de brinquedos, no centro da capital paulista. Em análise preliminar, a Receita estima que a operação resulte na apreensão de mais de R$ 10 milhões em brinquedos. Até agora, um caminhão carregado de mercadorias apreendidas já partiu em direção ao Depósito da Receita.

A ação desta quarta se concentra em três galerias em região de comércio popular em São Paulo. Cerca de 70 boxes devem ser vistoriados, além de depósitos. Apesar de terem como principal atividade a venda de brinquedos, alguns desses boxes também comercializam outros tipos de produtos, entre eles bolsas, mochilas e roupas.

Segundo a Seção de Comunicação Institucional da Receita, o consumo de brinquedos falsificados ‘pode provocar danos à saúde das crianças, como risco de sufocamento, perfuração de pele e ingestão de pequenas peças’.

“O comércio ilegal também prejudica a indústria nacional, a geração de empregos formais e a arrecadação”, destaca a Receita.

Foto: Receita

Foto: Receita

Foto: Receita

Foto: Receita

Tudo o que sabemos sobre:

Receita Federal

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: