Receita pega 1,7 tonelada de cocaína em carga de exportação de tapioca no Porto de Santos

Receita pega 1,7 tonelada de cocaína em carga de exportação de tapioca no Porto de Santos

Somente nos dois primeiros meses deste ano, foram interceptadas 4 toneladas da droga no terminal

Samuel Costa

25 de fevereiro de 2021 | 21h23

cocaina_porto_santos

Receita Federal apreende 1,7 tonelada de cocaína no Porto de Santos. Foto: Receita Federal / Assessoria de Imprensa

A Receita Federal apreendeu, nesta quinta-feira (25) 1,7 tonelada de cocaína, durante inspeção de contêineres destinados à exportação no Porto de Santos. A droga estava escondida em uma carga de tapioca com destino a Valência, na Espanha. Esse foi o terceiro dia consecutivo em que os agentes aduaneiros encontraram cocaína em cargas despachadas no porto: na quarta (24) foram encontrados 67 kg do entorpecente alocados em uma carga de algodão; na terça (23) foram 501 kg, ocultos em sacas de açúcar

O carregamento de cocaína foi detectado por cães farejadores. Além desse método, também costuma-se realizar a inspeção não intrusiva por imagens de escâner. A droga já foi entregue à Polícia Federal, que acompanhou a operação e prosseguirá com as investigações.

Segundo a Receita, as ações promovidas na alfândega do porto de Santos em 2021 resultaram na apreensão de 4 toneladas de cocaína. Em janeiro, os agentes também fizeram outra grande interceptação, de quase 1 tonelada do entorpecente. Na ocasião, a droga estava escondida em sacas de soja. 

cocaina_porto_santos

Receita Federal apreende 1,7 tonelada de cocaína no Porto de Santos. Foto: Receita Federal / Assessoria de Imprensa

cocaina_porto_santos

Receita Federal apreende 1,7 tonelada de cocaína no Porto de Santos. Foto: Receita Federal / Assessoria de Imprensa

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.