Receita encontra ‘maconha potencializada’ em caixas de brinquedos em Cumbica

Receita encontra ‘maconha potencializada’ em caixas de brinquedos em Cumbica

Fiscalização surpreendeu colombiana que chegou da Espanha com 22 quilos de haxixe e mais três de skunk, Cannabis reforçada em laboratório para ampliar efeitos

Redação

24 de julho de 2015 | 20h32

Foto: Receita Federal

Foto: Receita Federal

Por Fausto Macedo e Julia Affonso

A Receita apreendeu no Aeroporto Internacional de São Paulo em Guarulhos/Cumbica 22 quilos de haxixe e mais três quilos de skunk, uma espécie de maconha manipulada em laboratório para ter os efeitos potencializados. A droga estava escondida em caixas de brinquedos na bagagem de uma passageira colombiana que desembarcou de um voo da Espanha.

foto 3

Foto: Receita Federal

A Assessoria de Comunicação da Receita informou que, acionada, a Polícia Federal autuou a mulher em flagrante por tráfico internacional. A PF identificou rapidamente os destinatários da droga, um morador da cidade de Campinas e um advogado de Piracicaba, no interior de São Paulo.

A apreensão ocorreu na terça-feira, 21, mas só foi dvulgada nesta sexta-feira, 24. Nesse intervalo, a PF localizou e prendeu os destinatários da droga ‘importada’ em caixas de brinquedos da passageira colombiana.

Foto: Receita Federal

Foto: Receita Federal

Foto: Receita Federal

Foto: Receita Federal

Tudo o que sabemos sobre:

Receita FederalTráfico de drogas

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.