Randolfe Rodrigues decide entrar com notícia-crime no STF contra Bolsonaro após atos de 7 de Setembro

Randolfe Rodrigues decide entrar com notícia-crime no STF contra Bolsonaro após atos de 7 de Setembro

Além dos pedidos de investigação criminal, o senador disse que partidos da oposição já começaram a preparar um novo pedido de impeachment

Breno Pires/BRASÍLIA

07 de setembro de 2021 | 20h27

Bolsonaro na Esplanada no 7 de Setembro. Foto: Gabriela Biló/Estadão

Líder da oposição no Senado, o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) informou que vai ingressar com uma notícia-crime no Supremo Tribunal Federal (STF) para que o presidente da República, Jair Bolsonaro, seja investigado após ameaçar descumprir decisões do Supremo e exigir deposição do ministro Alexandre de Moraes, do STF.

O pedido, segundo Randolfe, são para duas vertentes de investigação. A primeira é sobre um “atentado contra a ordem constitucional, o Estado Democrático de Direito e a separação dos Poderes”. A segunda é sobre eventual financiamento dos atos de 7 de Setembro e “utilização indevida da máquina pública, do dinheiro público, helicópteros, em favor desses atos”.

“Também solicitei ao STF a abertura de inquérito contra Bolsonaro, por sua grave ameaça ao livre funcionamento do Judiciário e pelo uso de recursos públicos para financiar seu carnaval golpista, na forma da (ainda vigente) Lei de Segurança Nacional (arts. 18 e 23, I)”, disse o senador Randolfe Rodrigues.

Além dos pedidos de investigação criminal, o senador disse que partidos da oposição já começaram a preparar um novo pedido de impeachment contra Jair Bolsonaro, desta vez, contemplando os atos de 7 de Setembro. Segundo ele, uma série de juristas renomados serão chamados a participar da elaboração.

Tudo o que sabemos sobre:

Randolfe Rodrigues

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.