Quais são os desafios e oportunidades do varejo?

Quais são os desafios e oportunidades do varejo?

Moisés Galindo*

24 de agosto de 2021 | 04h00

Moisés Galindo. FOTO: DIVULGAÇÃO

A crise econômica que o coronavírus gerou mudou a forma do consumo no varejo e no e-commerce. A vendas online apresentaram um crescimento, nunca visto antes, de 75% em 2020 se comparado ao ano anterior, de acordo com o relatório da Mastercard SpendingPulse. Com o avanço da vacinação e a reabertura do comércio, o varejo começa a reagir e a tendência hoje é a multicanalidade. As empresas precisam desenvolver uma estratégia de loja única – com experiências online e preços do online no físico.

Por conta disso, gerar uma sinalização envolvente e persuasiva dentro da loja é um desafio para os varejistas em todo o mundo, uma vez que ela está sujeita a alterações no preço, requer precisão nos valores e gerenciamento de modelos e desperdícios.

Uma sinalização mais humana, precisa estar alinhada com a marca, ser personalizada, trazer cores e imagens, entre tantos outros fatores. Com o avanço do comércio online no Brasil, os consumidores buscam uma experiência digital também no varejo físico.  A tendência é que as lojas se tornaram um ponto de experiência para o consumidor, uma vez que a conveniência é parte do e-commerce e dos superapps.

Segundo dados do IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, o setor tem crescido. Em maio/2021, as vendas restritas e ampliadas subiram 16% e 26,2%, respectivamente, se comparado a 2020. O varejo voltou a operar acima do nível anterior à pandemia.

Por isso, é preciso que o varejo fique atento aos seguintes pontos:

Experiência do cliente

Atualmente, os colaboradores têm menos tempo para controlarem processos manualmente já que os varejistas estão concentrados em melhorar a experiência dos clientes dentro da loja. Por conta disso, é preciso explorar o que a tecnologia tem de melhor: a sinalização digital. Gerando uma comunicação com o consumidor com informação segmentada, através da utilização de conteúdos digitais via displays, anúncios e criar experiências lúdicas. Usar a Inteligência Artificial e realidade virtual para atrair o público.

Produtividade do funcionário da loja

Manter os funcionários da loja perto dos clientes é fundamental para os varejistas, pois isso aumenta as vendas diretas e gera uma experiência de compra mais positiva. Com ambientes mais automatizados, os vendedores podem se concentrar em resolver o problema do cliente em vez de focar em sinalização a maior parte do seu tempo.

Custos e despesas

Hoje mais do que nunca, os custos e despesas são um dos principais desafios para varejistas que lidam com margens estreitas, particularmente em condições desafiadoras de mercado. Ter plataformas digitais ou fáceis de alterar, elimina um grande custo com a mudança de preço dos produtos e a demanda de tempo dos colaboradores.

Merchandising e Branding

Muitas vendas contam com pouca ou nenhuma interação dos funcionários da loja. A comunicação atrativa é essencial para promover uma marca,  garantir a precisão dos preços e apresentar informações atualizadas sobre os produtos. Uma pesquisa da The Global Association for Marketing at Retail afirma que a visão é responsável por 83% das decisões de compra do consumidor.

Informações e conformidade

Garantir a consistência é um desafio permanente. Os varejistas se esforçam para melhorar a visibilidade e conformidade para cada local enquanto implementam padrões corporativos em toda a rede de lojas. Ter parceiros tecnológicos e gráficos que contemplem não só uma loja, mas toda a rede pode fazer a diferença na hora da comunicação visual.

Inovação

Os varejistas precisam manter constantemente os ambientes das lojas no topo das tendências e aproveitar as tecnologias emergentes, incluindo a nuvem, a IoT e as iniciativas de transformação digital.

Integridade da loja

Agora mais do que nunca, os varejistas estão focados em tornar a experiência na loja segura e eficiente para os clientes, além de fornecer novos serviços como o delivery de mercadorias ou a retirada de compras na própria loja.

Segurança dos dados

A segurança de dados e dos dispositivos é sempre uma consideração importante para os varejistas. As brechas de segurança podem danificar significativamente uma marca e exigir uma solução dispendiosa e demorada.

É importante considerar todas as etapas do processo de sinalização, desde o design e a distribuição até o gerenciamento e a medição. As sinalizações digitais, etiquetas eletrônicas de prateleira e as novas tecnologias do varejo, podem reduzir custos e a carga sobre os lojistas para que eles tenham mais tempo para se concentrar nos clientes.

*Moisés Galindo, consultor de Varejo da Lexmark para a América Latina

Tudo o que sabemos sobre:

Artigo

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.