PT usou laranjas para pegar dinheiro do Schahin, afirma amigo de Lula

PT usou laranjas para pegar dinheiro do Schahin, afirma amigo de Lula

Segundo José Carlos Bumlai, preso na Operação Passe Livre, empréstimos destinavam-se à formação de "caixa dois" para campanhas eleitorais do partido

Julia Affonso, Fausto Macedo, Ricardo Brandt e Andreza Matais

15 de dezembro de 2015 | 11h29

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

O empresário e pecuarista José Carlos Bumlai, amigo do ex-presidente Lula, afirmou à Polícia Federal na segunda-feira, 14, que ‘realmente acredita’ que o PT tomou empréstimos junto ao Banco Schahin, através de laranjas. Segundo ele, esses empréstimos destinavam-se à formação de “caixa dois” para campanhas eleitorais do partido.

Bumlai falou por mais de 6 horas à PF. Pela primeira vez, ele confessou que o PT foi o destinatário de R$ 12 milhões que ele tomou emprestado do Schahin em 2004. Em um primeiro depoimento, na última sexta, 11, o amigo de Lula havia negado taxativamente que o valor tinha sido repassado para o partido.

[veja_tambem]

O pecuarista foi preso no dia 24 de novembro, na Operação Passe Livre. Acuado, Bumlai partiu para o contra ataque e jogou sobre o empresário Salim Schahin, do Grupo Schahin, a responsabilidade sobre transações financeiras ilícitas em benefício do PT. Em troca dessas operações, o grupo obteve contrato de US$ 1,6 bilhão do navio-sonda Vitoria 10000 com a Petrobrás.

bumlai-dep1

“Gostaria de esclarecer que os negócios do Partido dos Trabalhadores com a Schahin não se limitaram ao empréstimo tomado pelo interrogando”, declarou. “O interrogando acredita que Salim Schahin tenta usar este empréstimo (R$ 12 milhões) para ocultar outras operações e negócios envolvendo seu grupo com o Partido dos Trabalhadores; que realmente acredita que o PT possa ter tomado outros empréstimos junto ao Banco Schahin, através de laranjas; que acredita que tais empréstimos destinavam-se à formação de “caixa dois” para campanhas do partido.”

COM A PALAVRA, O PT

“Todas as doações recebidas pelo PT aconteceram estritamente dentro da legalidade e foram posteriormente declaradas à Justiça Eleitoral.”

Tudo o que sabemos sobre:

José Carlos Bumlaioperação Lava Jato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.