Promotoria prende secretário executivo de Turismo da Paraíba por corrupção e lavagem de dinheiro

Promotoria prende secretário executivo de Turismo da Paraíba por corrupção e lavagem de dinheiro

Operação Calvário, fase IV, deflagrada nesta quarta, 9, investiga organização por atos de corrupção, lavagem de dinheiro e desvio de recursos públicos

Pepita Ortega

09 de outubro de 2019 | 14h56

O Ministério Público da Paraíba. Foto: Google Maps

O Ministério Público da Paraíba deflagrou nesta quarta, 9, a quinta fase da Operação Calvário, para apurar desvio de recursos públicos, corrupção e lavagem de dinheiro, em São Paulo, Alagoas, Paraná, Rio de Janeiro e Paraíba. O secretario executivo de Turismo paraibano Ivan Burity de Almeida foi preso.

Agentes cumprem ainda outros dois mandados de prisão preventiva contra Jardel Aderico da Silva e Eduardo Simões Coutinho.

As informações foram divulgadas pelo Ministério Público da Paraíba.

As ordens de prisão foram expedidas pelo desembargador Ricardo Vital de Almeida, do Tribunal de Justiça da Paraíba.

O magistrado determinou a execução de buscas em 25 endereços. Os mandados são cumpridos no Rio (4), São Paulo (3), Paraná (5), Alagoas (2) e Paraíba (11).

Na Paraíba, base da operação, as atividades são realizadas nos municípios de João Pessoa, Santa Rita e Mataraca.

A Operação Calvário, desencadeada inicialmente em dezembro de 2018, investiga uma organização criminosa por atos de corrupção, lavagem de dinheiro e desvio de recursos públicos em contratos firmados com unidades de saúde e educação do Estado que, somados, ultrapassam R$ 1 bilhão. O grupo teria atuado também em outros Estados, entre eles o Rio de Janeiro, diz a corporação.

A ação é desenvolvida por uma força-tarefa, composta de promotores do Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco) e da Comissão de Combate aos Crimes de Responsabilidade e à Improbidade Administrativa (Ccrimp) do Ministério Público da Paraíba.

Da equipe fazem parte a Controladoria-Geral da União, o Ministério Público Federal, a Polícia Federal e a Polícia Rodoviária Federal. Também participam da missão os Ministérios Públicos de São Paulo e do Rio e o Tribunal de Contas da Paraíba.

Confira todos os alvos dos 25 mandados de busca e apreensão:

  • Aléssio Trindade de Barros
  • José Arthur Viana Teixeira
  • Ivan Burity de Almeida
  • Pousada Potiguara/Camaratuba
  • Conesul Compercial e Tecnologia Educacional Eireli
  • Márcio Nogueira Vignoli
  • Hilário Ananias Queiroz Nogueira
  • Editora Grafset
  • Vladimir dos Santos Neiva
  • J.R. Araújo Desenvolvimento Humano Eireli/Editora Inteligência Relacional – com endereços em Ribeirão Preto (SP) e Maceió (AL)
  • Jardel da Silva Aderico
  • Antônio Carlos de Souza Rangel
  • Henaldo Vieira da Silva
  • Giovana Araújo Vieira
  • Mário Sérgio Santa Fé da Cruz
  • Eduardo Simões Coutinho
  • José Aledson de Moura
  • Instituto de Psicologia Clínica Educacional e Profissional (IPCEP)
  • Brink Mobil Equipamentos Educacionais – com endereços em Colombo, Curitiba, Campina Grande do Sul (PR) e São Paulo (SP)

COM A PALAVRA, A DEFESA

A reportagem busca contato com a defesa do secretário de Turismo da Paraíba, Ivan Burity de Almeida, e com os outros citados na Operação Calvário. O espaço está aberto para manifestações.

Tudo o que sabemos sobre:

Paraíba [estado]

Tendências: