Promotoria e Polícia resgatam 134 cobras, aranhas, ratos, gambás..

Promotoria e Polícia resgatam 134 cobras, aranhas, ratos, gambás..

Operação Venator prende duas pessoas na Grande São Paulo por contrabando de animais silvestres pela internet

Da Redação

07 Março 2018 | 18h36

Foto: Assessoria de Comunicação Social/MP-SP

O Grupo Especial de Combate aos Crimes Ambientais e de Parcelamento Irregular do Solo (Gecap) do Ministério Público de São Paulo e a Delegacia de Crimes Ambientais da Polícia Civil deflagraram na manhã desta quarta-feira, 7, na Grande São Paulo, a Operação Venator para apreender animais silvestres comercializados ilegalmente pela internet. Estão sendo cumpridos vários mandados de busca e apreensão. Duas pessoas foram detidas após vários locais terem sido vistoriados pela polícia.

As informações são do site do Ministério Público Estadual de São Paulo.

Durante a operação, foram apreendidos 134 animais com sinais de maus-tratos como cobras, saruês, macacos, tigre d´angola, ovos de tartaruga em chocadeiras, aranhas, aracnídeos reproduzidos em cativeiros, cobras, ratos, coelhos, gambás, saguis e quatis. Alguns estão inclusive em risco de extinção.

O Ministério Público informou que a operação, que segue em andamento, vai ser estendida a outros Estados ‘diante dos indícios de ramificações em outras unidades da Federação’.

“O intuito é o de identificar não apenas quem vendia, mas também quem comprou os animais”, diz a Promotoria. “Essas pessoas deverão responder por posse ilegal de animal silvestre.”

Os animais apreendidos foram levados ao Parque Anhanguera pela promotora de Justiça Vânia Tuglio, do Gecap, e pelo delegado Roberto Afonso da Silva.

“Os bichos estão recebendo atendimento, já que muitos apresentavam sinais de desidratação, desnutrição e maus-tratos, destaca a Promotoria.”