Promotoria do crime organizado faz buscas na casa de ex-promotor de Fundações em SP

Promotoria do crime organizado faz buscas na casa de ex-promotor de Fundações em SP

Airton Grazzioli, do Ministério Público do Estado, sob suspeita de ligação com esquema de corrupção, é alvo de investigação do Grupo de Atuação Especial e Combate ao Crime Organizado (Gaeco); dinheiro vivo encontrado em sua residência

Fausto Macedo e Pepita Ortega

17 de dezembro de 2019 | 11h53

Prédio do Ministério Público em São Paulo. Foto: Google Maps

O promotor de Justiça aposentado Airton Grazzioli, que atuou na área de Fundações – braço do Ministério Público de São Paulo – é o principal alvo de uma operação desencadeada nesta terça, 17, pelo Grupo de Atuação Especial e Combate ao Crime Organizado. Os investigadores fazem buscas na casa de Grazzioli, sob suspeita de ligação com esquema de corrupção. Foram apreendidos maços de dinheiro vivo, mas a contagem ainda não acabou.

Grazzioli pediu aposentadoria assim que tornou-se alvo da investigação.

O nome do promotor aposentado foi citado em uma delação premiada que é mantida sob sigilo. O delator teria citado ainda o nome de uma promotora de Justiça.

A operação se estende ainda nos endereços de duas empresas.

Investigadores fazem buscas na casa de Grazzioli, sob suspeita de ligação com esquema de corrupção. Foto: Divulgação

COM A PALAVRA, GRAZZIOLI

A reportagem busca contato com o promotor Airton Grazzioli. O espaço está aberto para manifestação.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.