Promotoria denuncia 18 empresários por ‘cartas marcadas’ em licitações de uniforme escolar no Paraná

Promotoria denuncia 18 empresários por ‘cartas marcadas’ em licitações de uniforme escolar no Paraná

Ministério Público Estadual acusa grupo de constituir diversas empresas de fachada para participar de processos de concorrência em pelo menos 17 municípios paranaenses e cinco estados

Redação

19 de julho de 2019 | 08h43

Foto: Pixabay

O Ministério Público do Paraná denunciou nesta quinta-feira, 18, no âmbito da Operação ‘Cartas Marcadas’ um grupo de empresários investigados por associação criminosa, falsidade ideológica e fraude à licitação. Segundo a acusação, os 18 envolvidos teriam constituído diversas empresas para participar de processos de concorrência com administrações municipais, relacionadas ao fornecimento de uniformes escolares.

Até o momento, foram identificados 17 municípios paranaenses e cinco estados em que o grupo participou de licitações. A denúncia (Autos: 0004867-44.2019.8.16.0165) foi entregue à Vara Criminal de Telêmaco Borba (PR).

De acordo com as investigações, as empresas, em sua maioria de ‘fachada’, pertenciam a pessoas ligadas entre si, por parentesco ou amizade, algumas inclusive com o mesmo representante, e violavam o sigilo, fraudando a concorrência.
Na prática, as empresas não tinham sequer indústria ou maquinário. Os crimes ocorreram entre os anos de 2015 e 2018, pelo menos.

Os réus são investigados no âmbito da Operação ‘Cartas Marcadas’, deflagrada em 9 de julho pelo pelo Grupo Especializado na Proteção do Patrimônio Público e no Combate à Improbidade Administrativa (Gepatria) de Londrina e pela Promotoria de Justiça de Telêmaco Borba.

Naquele dia, foram cumpridos pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) de Londrina mandados de prisão temporária e mandados de busca e apreensão em cidades do Paraná, de Santa Catarina e do Mato Grosso.

De acordo com o Ministério Público do Paraná, a denúncia é resultado da primeira parte das investigações.

Documentos que foram apreendidos na deflagração da operação ainda estão sendo analisados, informou a Promotoria.

Tudo o que sabemos sobre:

uniforme escolarLicitaçãocartas marcadas

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.