Procuradoria vai denunciar Temer por peculato, corrupção e lavagem de dinheiro

Procuradoria vai denunciar Temer por peculato, corrupção e lavagem de dinheiro

Segundo a procuradora Fabiana Schneider, que integra a Operação Lava Jato no Rio, o ex-presidente chefiava uma organização criminosa que roubou dos cofres públicos por cerca de 40 anos

Roberta Jansen/RIO

22 de março de 2019 | 16h22

O presidente da República, Michel Temer. Foto: Dida Sampaio/Estadão

O Ministério Público Federal vai denunciar na semana que vem o ex-presidente Michel Temer por peculato,  corrupção e lavagem de dinheiro. Segundo a procuradora Fabiana Schneider,  o ex-presidente chefiava uma organização criminosa que roubou dos cofres públicos por cerca de 40 anos.

Schneider confirmou que conversas telefônicas do ex-presidente foram monitoradas durante um período anterior à prisão. Segundo ela, no entanto,  o conteúdo não foi ainda analisado.

A procuradora voltou a defender a prisão preventiva,  criticada por alguns juristas.

“O crime de colarinho branco é diferenciado”, explicou.  “Era uma organização criminosa com contratos em andamento,  com promessas de pagamento. “

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: