Mais de 150 procuradores declaram apoio a Moro superministro de Bolsonaro

Mais de 150 procuradores declaram apoio a Moro superministro de Bolsonaro

No documento, membros do Ministério Público Federal afirmam que ao abrir mão de seu cargo, juiz federal revela 'extraordinário desprendimento pessoal, em benefício do Brasil e dos interesses da sociedade'

Teo Cury/BRASÍLIA

08 Novembro 2018 | 12h28

Sérgio Moro participa de evento em Curitiba. Foto: GERALDO BUBNIAK/AGB

Um grupo que conta com 154 procuradores, procuradores regionais e subprocuradores-gerais da República lançou nesta quinta-feira, 8, uma nota de apoio à indicação do juiz federal Sergio Moro ao cargo de superministro de Justiça e Segurança no futuro governo de Jair Bolsonaro (PSL).

Documento

No documento, os procuradores dizem que ao abrir mão de seu cargo como magistrado, o juiz federal revela “extraordinário desprendimento pessoal, em benefício do Brasil e dos interesses da sociedade”.

“Sem dúvida, com a indicação, o presidente eleito reafirma concretamente o seu compromisso com o combate à corrupção e à insegurança pública, que tantos males têm causado ao povo brasileiro”, diz a nota.

VEJA A ÍNTEGRA DA NOTA

“A propósito da indicação do juiz federal Sérgio Moro para o cargo de Ministro da Justiça no futuro governo do Presidente eleito Jair Bolsonaro, membros do Ministério Público Federal expressam:

Durante sua carreira na magistratura, e especialmente nos últimos quatro anos conduzindo os processos judiciais da Operação Lava Jato, sua Excelência tem demonstrado profundo e abrangente saber jurídico, sintonizado com o que há de mais moderno no enfrentamento da macrocriminalidade.

Ao abrir mão das garantias e prerrogativas do cargo de juiz para assumir o comando do Ministério da Justiça, com todas as responsabilidades e contingências institucionais e políticas, o magistrado revela extraordinário desprendimento pessoal, em benefício do Brasil e dos interesses da sociedade;

Sem dúvida, com a indicação, o presidente eleito reafirma concretamente o seu compromisso com o combate à corrupção e à insegurança pública, que tantos males têm causado ao povo brasileiro.

Por isso, congratulamos e apoiamos o presidente eleito na sua escolha e o futuro ministro da Justiça Sérgio Moro, augurando êxito na construção de uma sociedade pacífica, justa e solidária.”